Novo plano de negócios é fundamental para superar crise e pandemia: veja o passo a passo do planejamento ideal

/, Planejamento Financeiro/Novo plano de negócios é fundamental para superar crise e pandemia: veja o passo a passo do planejamento ideal

Novo plano de negócios é fundamental para superar crise e pandemia: veja o passo a passo do planejamento ideal

By |2020-09-14T17:50:21-03:0014/09/2020|News, Planejamento Financeiro|0 Comments

Grandes ou pequenas, as empresas precisam voltar a pensar no plano de negócios.

O sucesso envolve uma série de fatores. O planejamento é algo fundamental, mas a pandemia do novo coronavírus mostrou a todos que novos cenários inesperados, que fogem ao controle dos empreendedores, podem alterar radicalmente os rumos de um negócio.

Por isso mesmo, os especialistas em administração são unânimes em destacar a importância do plano de negócios para a formatação de um modelo ou a readequação da trajetória de uma empresa.

Com ele, o empresário consegue traçar um panorama do mercado, de seus produtos/serviços, clientes, concorrentes e fornecedores, identificando seus pontos fortes e indicando caminhos para superar suas deficiências.

Plano de negócios: por onde começar

Há várias maneiras de montar um plano de negócios, mas o ponto de partida costuma ser um estudo aprofundado do ramo de atividade, escolha do local (no caso de pontos físicos), definição do que será oferecido no mercado, capital e recursos humanos necessários. 

Um momento-chave é estabelecer o perfil do público-alvo, que vai auxiliar a tomada de decisões daí em diante. Todas essas informações constarão do sumário executivo. O modelo de negócio, missão, visão e proposta de valor também ficam em evidência nesse momento.

O passo seguinte é voltar a atenção ao marketing. O plano de marketing precisa ter objetivos claros, esmiuçar o comportamento do consumidor, reunir os diferenciais competitivos oferecidos pelo empreendimento e quais canais de comunicação serão utilizados para atingir os clientes.

Plano de negócios - Sebrae

Um dos caminhos para começar a estrutura um bom plano de negócios – ou para readequar o seu – é consultar o Sebrae

A importância dos Ps

No caso de produtos, é preciso investir no clássico “Mix de Marketing”, que engloba os 4Ps: produto (o que será vendido), preço (quanto cobrar), promoção (como será divulgado) e praça (que vai além da localização, levando em conta ainda canais de distribuição e logística).

Se forem serviços, vale acrescentar mais 3Ps (pessoas, processos e “palpabilidade”). 

Em pessoas, estão reunidas estratégias internas, como a formação e qualificação da equipe, e externas (a maneira de lidar com seus clientes).

O desenvolvimento de processos – da produção ao pós-venda – também é outro foco que facilitará o bom andamento do negócio. 

E a palpabilidade, ou evidência física, se refere a tudo que torna o serviço visível para o consumidor – que pode ser desde um brinde com a logomarca da empresa até a aparência limpa de um restaurante, passando pela identidade visual da fachada de uma loja e os materiais gráficos para divulgação. 

Alguns teóricos do marketing também chamam esse P de percepção, atribuindo-o ao entendimento do que o consumidor espera da sua empresa – algo que guiará as estratégias de fidelização. 

Operação e gerenciamento

plano de negócios: plano operacional

Crédito da arte: Sebrae

Definidos os alicerces do planejamento, chega a hora de focar no plano operacional, que trará informações sobre a estrutura organizacional, instalações, equipamentos, capacidade produtiva, fornecedores, estoque e funcionários. 

Ao mesmo tempo, o plano gerencial traçará o organograma, com atribuição de responsabilidades, hierarquia, remuneração e capacitação da equipe. 

Não menos importante, o plano financeiro contém estimativas de despesas, receitas, lucros, capital de giro e fluxo de caixa. Um aspecto relevante é estipular o ponto de equilíbrio, que é o valor que a empresa deve vender para cobrir seus custos e despesas (fixas e variáveis). Um plano financeiro bem feito também ajuda o empreendedor que deseja buscar crédito ou investidores.

Para complementar, os especialistas também orientam a incluir uma análise de cenários – com o intuito de prever situações que podem afetar a empresa, com planos para enfrentar esses obstáculos e manter a saúde da empresa – e a criação e análise periódica de métricas, para acompanhar a eficiência das estratégias.

Com um plano de negócios bem estruturado e – importante ressaltar – sempre revisto e reavaliado, adequando-se às novas exigências do mercado, a competitividade e a longevidade de seu negócio ficam bem mais factíveis.

O Sebrae oferece conteúdos para auxiliar empresários dos mais diferentes ramos. Acesse aqui!