Boletim de notícias – Trevys FIDC

//Boletim de notícias – Trevys FIDC

Boletim de notícias – Trevys FIDC

By |2021-02-04T19:43:30-03:0005/02/2021|News|0 Comments

Brasileiros investem R$ 3,7 trilhões em 2020

A quantia investida por brasileiros chegou a R$ 3,7 trilhões em 2020, alta de 13,4% em relação a 2019. É o maior valor desde o início da série histórica, em 2014, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais. No ano passado, o aumento de volume financeiro mais expressivo foi na categoria de varejo tradicional (20,3%). O varejo de alta renda e o segmento Private, de grandes fortunas, cresceram 6,7% e 13,5%, respectivamente.

 

Poupança tem saída recorde de recursos

Os saques das cadernetas de poupança superaram os depósitos em R$ 18,153 bilhões em janeiro, informou ontem (4/2) o Banco Central. Essa foi a maior retirada de recursos mensal desde o início da série histórica da instituição, em janeiro de 1995. Os saques da poupança somaram R$ 263,062 bilhões em janeiro, enquanto os depósitos totalizaram R$ 244,908 bilhões.

 

Balança comercial registra déficit de US$ 1,1 bilhão em janeiro

A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 1,125 bilhão em janeiro, segundo comunicado emitido nesta semana pelo Ministério da Economia. As exportações somaram US$ 14,808 bilhões, e as importações, US$ 15,933 bilhões. O resultado foi melhor que o verificado em janeiro de 2020, quando o déficit foi de US$ 1,684 bilhão.

 

Brasil obtém melhor resultado de fluxo cambial em três anos

O Brasil registrou em janeiro entrada líquida de quase 2,8 bilhões de dólares em fluxo de câmbio contratado, melhor resultado para o mês em três anos, apontam dados do Banco Central. Um total de 2,797 bilhões de dólares líquidos ingressou no país no mês passado, com entrada de 3,622 bilhões de dólares pelo lado financeiro – investimentos em portfólio e empréstimos, por exemplo. A conta comercial (câmbio contratado para exportação, menos importação) teve déficit de US$ 825 milhões.

 

Indústria tem queda na produção e emprego, mas fatura mais em 2020

A produção industrial brasileira encerrou 2020 com um tombo de 4,5%, de acordo com dados divulgados nesta semana pelo IBGE. Foi o segundo ano de recuo da indústria nacional, e o pior resultado desde 2016. A Confederação Nacional da Indústria também detectou queda no nível de atividade da indústria de transformação e no emprego no setor em 2020. Segundo a entidade, as horas trabalhadas na produção registraram queda de 4,1% no ano passado, na comparação com 2019, enquanto o emprego industrial apresentou tombo de 2,1%. Já o faturamento industrial, registrou uma alta de 0,8% em 2020.